Ideia Central - O Louco

O Louco representa o conjunto de probabilidades que o consulente tem a sua frente. Diz a lenda, que um dia, o bobo da corte foi expulso do palácio por não concordar com o desmandos do rei, com aquilo que estava pré-estabelecido, com tudo que não poderia modificar. Então, envolveu tudo o que possuía em um lenço, prendeu a uma vara e saiu em busca de um caminho novo. Sua bagagem representa suas experiências, conhecimentos e intuição. Ainda carrega algumas crenças limitantes, em alguns baralhos representado pelo cão que morde seus pés. Caminha rumo ao desconhecido, ao vazio do precipício, porém com certeza plena de que não cairá. Tem fé na Vida e no Novo, enfim, no recomeço. Acredita que tudo é possível.

Cabe ao consulente avaliar o cenário em que se encontra e vislumbrar o conjunto de possibilidades à frente - ao fazer uma escolha, ou seja, colapsar uma probabilidade, deve considerar suas experiências, porém sem o medo irracional da mudança. A fé raciocinada é seu melhor conselho: avalie os prós e contras e siga em frente.

Ideia Central - O Mago

O Mago representa a tomada de posse de seu caminho. Tem em sua mesa quatro objetos relacionados aos quatro Elementos. Representa o início de algo importante, tão imediato quanto possível frente ao seu movimento. Sugere a condição material e a capacidade de realização (Terra), a habilidade de racionalização (Ar), o controle das emoções (Água) e o domínio da iniciativa (Fogo). É o segundo passo do Louco, Arcano Zero, que tem a fé e a coragem, porém, agora, domina as ferramentas.

Não significa que você tenha que sair em disparada rumo a um objetivo, sem qualquer análise ou segurança. Porém, indica que você deve tomar posse de seu destino, de modo a realizar seus sonhos, de se assenhorar de sua própria vida. Tudo de que precisa está em você - organize-se, confie em si e dê cabo de seu projeto!

Ideia Central - A Sacerdotisa

A Sacerdotisa representa o lado intuitivo, a introspecção, a necessidade de recolhimento para avaliação de seus caminhos, de suas ideias ou de seu momento de vida. Representa o acesso ao Sagrado Feminino, com o consequente contato com sentimentos profundos - estes muito diferem das emoções, geralmente rasas e fugazes. O contato com a Verdade interior geralmente traz libertação e alívio.

Sugere uma avaliação interna profunda, verdadeira, sem medo de encarar seus próprios fantasmas. Considere fortemente suas intuições, mesmo que todas as aparências e a mais profunda lógica indiquem o contrário. Tenha paciência, saiba observar, saiba avaliar quando agir e, acima de tudo: mantenha a boca fechada...

Ideia Central - A Imperatriz

A Imperatriz representa uma espécie de amadurecimento da Sacerdotisa, que pregava a avaliação interna via contato com o Sagrado Feminino e com a intuição, em um momento introspectivo. Neste momento, a maturidade da análise foi alcançada, proporcionando os primeiros movimentos para o alcance de um novo objetivo, de uma mudança. É um momento de plantio, de uma gestação que traz em si a oportunidade de uma colheita farta, porém não em curto prazo.

Sugere o capricho e o cuidado em cada movimento, garantindo que a gestação aconteça da maneira mais plena possível. A colheita será farta quanto mais dedicação for oferecida, como quando se rega uma semente de uma futura árvore frondosa. É um momento de preparo, em que a velocidade poderia trazer imperfeições. É a ação paciente, não mais somente introspectiva - agir no momento certo, com precisão e efetividade. Lembra o velho ditado: Devagar se vai ao longe.

Ideia Central - O Imperador

O Rei, aquele que lidera, que encerra em si todo o poder de ação e de decisão. Do alto de seu trono, tem a visão completa da situação, estando pronto para agir imediatamente. Conforme seu planejamento, tem plena autoridade para construir ou derrubar. Por outro lado, esta carta pode indicar uma falsa percepção de pleno poder, dando vida ao reizinho mimado que faz e acontece, sem avaliar com critério suas ações e consequências. Um Rei é sábio - seu arquétipo indica a decisão e ação com base em valores maiores, nunca em desvarios do orgulho e da vaidade.

Se você tiver em mãos uma análise completa da situação, com o entendimento dos prós e contras e, acima de tudo, se suas ações estiverem pautadas em valores nobres e no Bem maior, vá em frente! Neste caso, você tem a investidura da autoridade sobre sua vida - e o retorno nem é tão demorado. Por outro lado, se seu movimento estiver pautado no Ego, cuidado... grande tendência a um xeque-mate.

Ideia Central - O Hierofante

O Hierofante encerra em si a maturidade de análise e o início da ação coerente característicos da Imperatriz, bem como a capacidade e a força de ação imediata do Imperador - tudo isso, com a visão holística e a benção superior. A lentidão de uma é contrabalançada pela velocidade da outra - assim, esse Arcano traz em si a certeza do movimento eficiente e eficaz, com consequências de largo alcance e de longo prazo.

Pode indicar a visão completa da situação e a correta análise para sua resolução. O movimento tende a ser certeiro, porém, não necessariamente rápido. É preciso ouvir a voz interior, não deixar de ter fé em si e seguir em frente - coragem é seguir apesar do medo. Paciência, fé e precaução trazem o resultado bem-aventurado.

Ideia Central - Os Enamorados

Arcano que representa um momento de escolha - continuar pelo caminho velho, com os limites e resultados conhecidos, ou seguir pelo caminho novo, apostando em algo diferente? Indica um ponto de virada, um momento de dúvida. Enfrente a questão, de coração aberto.

A situação merece uma avaliação completa, tanto externa quanto internamente. Quais as vantagens reais da mudança? Liberdade, riqueza, realização pessoal ou o contrário? Quão mais perto de si você estará indo pelo caminho novo ou permanecendo no velho? Por outro lado, você está preparado para a mudança? Vai bancar o resultado? Tudo tem preço - vai pagar o preço de ir? E o preço de não ir? Qual conta é maior? Olhe com seriedade para si mesmo, aceite-se acima de tudo e tome e a decisão mais adequada ao seu Espírito neste momento.

Ideia Central - O Carro

O Rei, agora em movimento, está em pé em sua carruagem, dominando seus cavalos com a força de sua vontade. Imbuído de seu poder de ação, segue pelo caminho que bem lhe aprouver, construindo seu destino. Os cavalos podem ser o reflexo de suas crenças internas, que dão a força necessária ao movimento.

Essa é a carta do Agora, vai! - existe um movimento interno que toma as rédeas de seu destino, possibilitando a tomada de ação necessária para a realização de algo concreto. É o Rei, que sentado em seu trono já toma ações - imagine em alta velocidade, como um grande guerreiro que abre caminhos. Avalie suas crenças e valores, os cavalos que puxam o carro - não se deixe dominar por ideias ou por ideais distantes de seu Espírito, que o levariam para lugares inóspitos e perigosos. Confie em sua luz interior e vá em frente.

Ideia Central - A Justiça

Uma mulher que avalia seus escritos e as leis do Universo - essa é a carta da Justiça: às vezes lenta, porém implacável. É a Lei da Ação e Reação: você atrai aquilo que vibra. Existe uma linha tênue que separa esta ideia da antiga Lei de Talião - Olho por olho, dente por dente. Não é por aí: não é a relação crime-castigo que rege a questão, mas o alcance de um resultado proporcional à qualidade do caminho escolhido.

Um aviso ou uma resolução à frente, um resultado alcançado a partir de suas ideias e ações. Se você está intuindo um resultado desagradável e se ainda der tempo, reavalie aquilo que pensa e faz - talvez ainda dê tempo de amenizar o impacto. Porém, se seu movimento inicial foi pautado no real significado da Justiça, aguarde os bons frutos.

Ideia Central - O Eremita

A figura da experiência adquirida ao longo do tempo. O apoio não somente em seu conhecimento, mas principalmente em sua sabedoria, representados pelo cajado e pela luz do lampião. Sugere que já existe um arcabouço positivo suficiente para a tomada de decisão, desejando que o consulente confie em si e em sua luz interior. Por outro lado, algumas pessoas mais velhas têm como forte característica a teimosia e nem sequer prestam atenção a outras opiniões ou aos sinais que a vida traz.

Olhe para dentro, com sinceridade, e avalie como você realmente se sente frente à decisão que pretende tomar sobre uma determinada questão. Essa decisão traz paz, relaxa o corpo e traz um calorzinho para peito? Se sim, confie em seu Espírito. Em contrapartida, se a raiva ou o orgulho falarem mais alto, preste atenção - nesse caso, é a cabeça quem comanda, o que geralmente não traz coisas positivas em essência. Neste último caso, pode prestar atenção, tem uma parte sua que não está nem aí para a questão...

Ideia Central - A Roda da Fortuna

Das duas, uma: vem vindo uma mudança rápida ou tem alguma coisa empacada na sua vida. Fortuna significa sorte - não no sentido oposto a azar, mas com o cunho de destino, de colheita. A Roda gira conforme nossas ações, ou reações, trazendo a mudança proporcional. Deve girar com uma velocidade que não traga infortúnios, nem muito rápida ou vagarosamente. No primeiro caso, é quase impossível concretizar algo e, no último, nada muda.

Se a semeadura foi boa, baseada em propostas de melhoria real, uma grande mudança vem por aí - uma nova oportunidade, um novo trabalho, uma nova fonte de renda, novos amigos ou relacionamentos, uma nova casa. Caso não, tenha força para enfrentar as adversidades. Agora, se a sua vida está parada, você precisa fazer a roda girar. O que está errado, travando sua vida? Medo de agir ou de se transformar? Relacionamentos? Trabalho? Valores e visão de mundo? Desorganização? Conserte e dê um novo impulso à roda.

Ideia Central - A Força

Uma mulher que domina uma fera - a doçura sobre a violência, a suavidade sobre o impulso desenfreado. O equilíbrio entre dois lados aparentemente opostos mas que, na verdade, são complementares. Ser bonzinho demais é tão ruim quanto ser agressivo demais. No primeiro caso, a violência é contra si mesmo, no segundo, contra os outros.

E aí? Com quem você está sendo agressivo de alguma forma? Consigo, deixando-se levar pelas ideias dos outros e deixando sua opinião de lado? Ou com outros, distribuindo farpas sem qualquer tipo de critério? É preciso equilibrar os dois lados da balança, respeitando a si e aos outros, valorizando seus limites e os de terceiros.

Ideia Central - O Pendurado

Um homem, de cabeça-para-baixo, com as mãos atadas às costas. Aparentemente, um grande sofrimento, sem a chance de se expressar ou agir em seu favor. Porém, repare na figura: você já viu alguém ser enforcado pelas pernas? Tudo é ilusão, em especial o sofrimento. Tudo é ponto de vista, uma escolha do ângulo a partir do qual se deseja olhar para a situação.

O Pendurado sabe que o sofrimento e as ameaças não são reais, por isso segue em seu intuito quando vislumbra um Bem maior. Se esse é seu caso, continue em frente, pois a tempestade vai passar, mesmo porque nem é real - e você já sabe disso. Caso esteja confuso com os eventos ao seu redor, só há um lugar onde poderá encontrar as respostas que procura: dentro de você. Investigue, deixe sua intuição fazer seu trabalho - as coisas não são tão sérias/intensas o quanto se pintam.

Ideia Central - A Morte

Fim de colheita - fim de ciclo, mudança rápida, preparo para uma nova safra. Esse é o significado da passagem da foice sobre a plantação. A imagem é reforçada pelo arquétipo da Morte que, em sua essência, representa a passagem, a mudança para um outro nível.

Se O Carro é a carta do Agora vai!, A Morte é a carta do Já foi! Uma mudança acontecerá em um curto intervalo de tempo, quer seja interna ou externamente. O fim de um problema, um novo emprego, o fim de um relacionamento desgastado, ganho financeiro, a notícia de um novo filho. Aceite a mudança de braços abertos! Se positiva, parabéns! Em caso oposto, avalie o caminho que o trouxe até aqui, aprenda com seus erros, perdoe-se e bola para frente! Quem fica parado é poste - quem sabe, amanhã, você tira essa carta de novo, indicando um melhor resultado!

Ideia Central - A Arte

A Arte é o antigo nome dado à Alquimia, a ciência de transformar o impuro em puro, da realização espiritual aqui na Terra. Processos como a calcinação, a base da queima daquilo que não precisamos mais, ou a destilação, separando as substâncias internas, são exemplos de operações alquímicas. Dolorosas ou não, transformam nosso chumbo em ouro, libertando-nos de velhas correntes.

Assim, pode indicar a passagem por uma etapa de transformação interna que, em geral, traz resultados externos proporcionais. A descoberta da vocação, por exemplo, pode atrair um novo emprego mais adequado à demanda interna. O clareamento da visão pode indicar o fim de um relacionamento que já não era mais tão positivo. Provavelmente, o processo já começou - aproveite!

Ideia Central - O Diabo

O Diabo tem sofrido muito preconceito ao longo do tempo - no Terceiro Milênio, não cabe mais correlaciona-lo à promiscuidade ou aos baixos desejos, à escravidão do consulente e à sua incapacidade de resolver questões. Não existem vítimas. A energia que a carta representa está vinculada ao desejo de vida, de atuar, de se colocar frente a uma situação, de se libertar de crenças limitantes.

Não é mais necessário obedecer a dogmas que escurecem nosso Espírito, moldando-os a crenças negativas que diminuem nosso valor. A força interior, que vem do âmago, merece ser respeitada - é ela que nos move e faz a mudança acontecer. É o auto-valor, a auto-estima bem cuidada. É se dar a oportunidade de ser quem você é, sem se apagar por causa da opinião dos outros. Quanto mais Você você for, mais Você você será!

Ideia Central - A Torre Fulminada

House down, baby! Toda a estrutura em que você se baseava, caiu por terra - essa é a mensagem da Torre Fulminada. Um relâmpago, que representa um baque repentino, destrói os alicerces da Persona que se apresenta ao mundo em detrimento do Eu Superior.

Hora de mudar, de abandonar os papéis impostos por você mesmo, quando acreditava que eles seriam a melhor forma de apresentação para ser aceito no mundo. Hora de virar a mesa, de mudar de trabalho, de casa, de relacionamento, de cidade! A máscara caiu - apresente-se como você é, aceite-se plenamente e siga o caminho desenhado por seu coração. O espelho mostra as feridas e as cicatrizes. Cure as primeiras e tenha orgulho das últimas - seja quem você é e a vida será mais verdadeira com você.

Ideia Central - A Estrela

Uma nova esperança no horizonte é a mensagem de A Estrela. O banho no lago retira do corpo a sujeira e o cansaço, o pássaro indica a mudança para o melhor. A leveza experimentada pela mulher desenhada nesta carta representa a qualidade da mudança à frente.

Tudo depende do real exercício da vontade de se livrar daquilo que incomoda, suja e distorce sua verdadeira natureza. Um novo tempo, com mais paz e esperança, se aproxima - faça valer essa oportunidade, livre-se do que o oprime. Seja verdadeiro consigo e com os outros, não simule, não use da vaidade ao lidar com as outras pessoas. Seja leve, limpe-se de tudo que não é seu e que você vestiu em nome de uma crença (que talvez nem fosse originalmente sua...). Aceite suas limitações, aprenda com os outros, ensine o que sabe, sem competir com ninguém. Modéstia é a palavra de ordem deste Arcano.

Ideia Central - A Lua

Ao longo de milênios, o Sagrado Feminino foi deturpado, rotulado, achincalhado. A sabedoria sobre os movimentos da Natureza e da energia das ervas foi travestida de Bruxaria e queimada na Inquisição. A Lua, refletida no lago, sugere olhar para dentro de si e buscar a percepção interna, ouvir a intuição, perceber Gaia e entender que tudo está interligado. Talvez os cães e os seres no lago sejam justamente aquilo que anulou e traiu nossa capacidade de ligação ao Universo.

Momento de introspecção, de conexão interior, de busca da verdadeira força interna. Observação e análise. Desvendar o lado oculto das coisas, entender as verdadeiras intenções e razões dos eventos que acontecem com você e ao seu redor. Cave fundo, busque, cure-se! Se doer, respire fundo, assopre e deixe que toda a infecção desapareça. Não se esconda de si. Cuidado para não esconder dos outros seu melhor lado, por medo da rejeição. Esta é apenas uma projeção - se isto acontece, avalie se não é você que se rejeita em primeiro lugar.

Ideia Central - O Sol

Luz! Que ilumina e auxilia na germinação do plantio, que traz alegria e esperança para a criança em nós. Abertura de caminhos, sucesso nos empreendimentos e realizações pessoais. Por outro lado, a luz em excesso pode cegar, levando a uma rota de colisão. A luz originária da expressão do Espírito abre caminhos e traz sucesso. Já a luz ofuscante do Ego, cega.

Que tipo de luz você vem emanando ultimamente? Com quanta lucidez tem tratado seus assuntos? O que rege sua vida - a verdade interna ou a máscara do ego? A resposta está nos resultados obtidos em seu cotidiano e na sensação interna frente a eles. Você se sente realizado? Tem prazer no que faz? Gosta da sua vida? Tem sonhos e planos para realizá-los? Se não, busque a criança interior e deixe-a brincar um pouco no Sol!

Ideia Central - O Julgamento

O Julgamento traz em si a transição do velho para o novo, sem débitos. Fim de ciclo, abrindo caminho para uma nova etapa, porém em uma oitava mais alta. A transcendência é plena, sem espaço para pendências ou crenças antigas.

Jogue fora tudo que é velho e já não serve mais! Esvazie gavetas, tire o pó, doe objetos, recicle! Retire do caminho tudo que emperra e atrapalha, que já não tem mais uso! Doe conhecimentos, ensine! Abra espaço para o novo! Desapegue! De coisas, de pessoas, de lugares, de situações! Aceite a novidade como uma benção, como uma nova oportunidade, como um recomeço, só que em outro nível! Esqueça tudo que um dia trouxe decepção e tristeza! Perdoe - alivie a carga e esvazie a mochila!

Ideia Central - O Mundo

Mundo, mundo! Vasto mundo! Indica realização plena dos objetivos, sem impedimentos. Qualquer possiblidade escolhida com sabedoria leva a um resultado positivo. É o Arcano mais alto, trazendo em si a experiência de todos os outros. Em função disso, sugere um alto grau de merecimento, proporcional ao esforço despendido na conquista.

Aproveite o momento - siga em frente! Acredite em si e em seu coração. O Mundo traz a recompensa, com segurança e durabilidade. Construa! E depois, prepare-se! O próximo arcano é novamente O Louco, sugerindo uma nova volta pelas vinte e duas possibilidades, porém uma oitava acima. Boa sorte na sua nova jornada!

Desdobramento - Ás de Ouros

Representa a mentalização de uma meta e a permanência no caminho para sua realização, custe o que custar! Você tem consciência plena do que quer? Lembre-se que toda escolha - fazer ou não fazer - tem um preço: você é capaz de pagá-lo? Este arcano remete ao desenvolvimento gradativo da autoconsciência e do poder realizador. Exige atenção para ser orientado pelas circunstâncias e não ser disperso por elas. Transmite a ideia de totalidade: a compreensão de que existe uma só substância primordial, a partir da qual toda transmutação é possível.

Desdobramento - Dois de Ouros

Descubra e reconheça as características yin e yang de seu ser, harmonizando-se internamente. Desenvolva o máximo de cada um dos lados, superando os aspectos negativos de cada um deles. Equilibre as emoções e organize o raciocínio, apaziguando seu lado yin/feminino. Dirija o impulso da vontade e a capacidade de realização, ambos yang/masculinos, de modo a realizar o que o lado yin, equilibrado, almeja. Lembre-se de ter jogo de cintura. Seja flexível, observe mais antes de agir. Aja com maior certeza, após pensar e sentir.

Desdobramento - Três de Ouros

O arcano anterior, Dois de Ouros propõe a aceitação e o equilíbrio dos nossos lados yin e yang. Continuando a subida pela naipe, o Três de Ouros traz total aceitação e fusão destes dois aspectos - é o androginato interno, profundamente harmônico, consequência de um trabalho consciente efetuado anteriormente. Sugere reger-se tanto pela razão quanto pelo sentimento, a partir de uma visão ampla dos detalhes, sendo exigente e determinado, porém compreensivo e prudente.

Desdobramento - Quatro de Ouros

O Universo que conhecemos é regido por quatro planos: mental, astral, físico e espiritual. Este arcano propõe que nos tornemos conscientes destes planos e que os delimitemos, ou seja, que entendamos como interagem entre si, sem que um invada o outro. Como fazer isso? Criando apoio físico para ascensão espiritual, sem deixar de ser flexível frente aos eventos. Ou seja, expressar seu Eu verdadeiro, sem apegos a coisas ou a pessoas. Sem máscaras, sem subterfúgios.

Desdobramento - Cinco de Ouros

Este arcano é o símbolo da involução, da descida do Verbo Divino à matéria para atuar no plano físico. É a projeção da vontade divina sobre a alma individual, em geral, deturpada pela desarmonia. Sugere analisar cuidadosamente seu mundo interior, conhecendo o caráter de seus desejos. Usando suas capacidades mentais, saiba discernir entre desejos evolutivos e involutivos - não se deixe controlar por estes. Considere o aspecto ético de cada ação ou impulso. Equilibre seu conteúdo interno e o ambiente externo.

Desdobramento - Seis de Ouros

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra - observe o binário isolamento x relações com o ambiente. Você consegue se relacionar e se preservar? Tenha controle sobre suas decisões, de modo que sempre permaneçam livres de interferências inferiores. Cultive a paciência absoluta - adapte-se ao ambiente, de modo a transmitir a verdade a cada um sob o aspecto que lhe é mais compreensível e no nível que lhe for mais adequado. Torne-se receptivo à vontade superior, aceitando-a plenamente - assuma a responsabilidade sobre a criação de seu futuro.

Desdobramento - Sete de Ouros

Todo complexo astral sob o qual se nasce não é um acaso - você atrai aquilo que vibra, assim atraiu as condições em que nasceu. Cabe a você vencer seu acondicionamento planetário, eliminando os elementos pessoais inferiores a partir da ação da vontade superior. Este arcano sugere harmonizar o conteúdo pessoal e descobrir o caráter de sua individualidade, analisando seus elementos - esforce-se para que se enriqueça ao máximo. Os resultados somente serão válidos se forem fruto de seus próprios esforços.

Desdobramento - Oito de Ouros

É o arcano da co-criação. O trabalho interno, transformador, eleva sua vibração. Para alcançar o desenvolvimento harmonioso e o equilíbrio entre o poder mental e a capacidade do profundo sentir, os planos astral e mental precisam ser desenvolvidos simultaneamente. Do mesmo modo, os planos etérico e físico devem ser observados, de modo que facilitem a sutilização de elementos superiores da personalidade. Identifique seu tipo de alma e esforce-se para que ela possa se expressar através da sua individualidade. Use os acontecimentos externos para seu progresso espiritual.

Desdobramento - Nove de Ouros

Este arcano sugere que você em breve concluirá um processo prolongado de espiritualização, se é que já não o fez. Ou seja, algo em sua vida se resolve. Isso traz um desabrochar interno, o desenvolvimento de um determinado poder realizador, em especial em um arcano tão alto de um naipe do elemento Terra. É a realização do indivíduo em cada um dos três planos: espiritual, astral e físico. Mudança de fase, como em um jogo de aventuras, só que agora com algo a mais na mochila.

Desdobramento - Dez de Ouros

O alvo da iniciação de Ouros é o alcance da harmonia entre as aspirações espirituais e a vida terrestre. O horizonte mental e os princípios éticos indicam em que ponto estamos - em geral, este arcano indica que já se conhece a própria individualidade, a própria força e os perigos do caminho. Neste momento, deve-se trabalhar para a evolução da Terra, girando a roda no sentido evolutivo, sublinhando o caráter frutífero deste movimento. Não se afaste do mundo, fechando-se em si - atue externamente, fazendo valer seu poder.

Desdobramento - Valete de Ouros

Valetes: essência do Elemento Terra refletido em cada naipe, representando esforço, trabalho, dedicação, confiabilidade, praticidade.

Inteligência realizadora, escolha acertada dos meios necessários a um empreendimento. Se o seu projeto foi concebido com harmonia entre o seu Eu interior e aquele que aqui se expressa, espere bons resultados. Equilíbrio nos negócios e na saúde. Oportunidades dentro do elemento Terra: promoção profissional ou dinheiro inesperado, por exemplo. Porém, trabalhe com dedicação, seja confiável, esforce-se - saiba escolher e decidir sobre aquilo que necessita para concretizar seu projeto. Cultive o senso de realidade - pense com lógica em relação ao real, sem inventar uma realidade paralela.

Desdobramento - Cavaleiro de Ouros

Cavaleiros: essência do Elemento Ar em cada naipe, representando liberdade, movimento, independência, coragem, comunicação e disponibilidade.

Inteligência realizadora, escolha acertada dos meios necessários a um empreendimento. Se o seu projeto foi concebido com harmonia entre o seu Eu interior e aquele que aqui se expressa, espere bons resultados. Equilíbrio nos negócios e na saúde. Oportunidades dentro do elemento Terra: promoção profissional ou dinheiro inesperado, por exemplo. Porém, trabalhe com dedicação, seja confiável, esforce-se - saiba escolher e decidir sobre aquilo que necessita para concretizar seu projeto. Cultive o senso de realidade - pense com lógica em relação ao real, sem inventar uma realidade paralela.

Desdobramento - Rainha de Ouros

Rainhas: representantes do Elemento Água em cada naipe, demonstrando a força das emoções e dos sentimentos, diversas formas de afeto, amorosidade e expressões do Feminino.

Expressão de afeto através do cuidado, de uma maneira prática e concreta: roupas lavadas e perfumadas, sopa quente ou um doce caseiro, por exemplo. Conforto, afeição sólida. Grandes chances de recuperação em caso de problemas de saúde. Negócios bem equilibrados, conduzidos de modo prático e racional. Preste atenção em sua intuição, pois ela é a base para que qualquer empreendimento seja realizado do melhor modo possível. Certeza de sucesso em pesquisas, principalmente em assuntos de ordem prática.

Desdobramento - Rei de Ouros

Reis: representantes do Elemento Fogo em cada naipe. Expressam ação, iniciativa e poder de diversa maneiras.

O Rei de Ouros representa o poder da materialização. Domínio das construções e realizações materiais através da ciência e do conhecimento prático. Inteligência forte, universal - perspicácia. Capacidade de introspecção em todos os domínios. Neutralidade em assuntos afetivos, porém materializa a esperança. Se em desequilíbrio, sugere desordem, falência e ausência de escrúpulos. Realize, porém com responsabilidade.

Desdobramento - Ás de Espadas

A imagem simbólica revela a essência de seu próprio naipe - o Ás de Espadas é o primeiro grau de um novo estágio, quando já se percebe a iluminação pela luz divina, quer seja em função de um grande sofrimento ou por algo que tenha tocado sua alma profundamente. Aquele que entra em Espadas assemelha-se ao Louco, indicando um certo desapego do cenário material. Por outro lado, a espada simbolizada neste arcano pode apontar para o próprio consulente, indicando seus aspectos inferiores - tenha fé em sua busca, inspire-se em algo maior. Racionalize, mas não deixe de prestar atenção ao que sente.

Desdobramento - Dois de Espadas

A escolha do caminho a seguir deve ser feita pelo indivíduo sozinho. É a sua subjetividade frente à objetividade do mundo que moldará a estruturação daquilo que está por vir para você. Ou seja, o mundo está aí e é do jeito que é - mas o caminho que se abrirá a sua frente pode ser moldado de acordo com o conhecimento que você tem de si mesmo, de acordo com sua sabedoria interna. Necessidade de solidão interior e de um certo isolamento para avaliar as possibilidades e tomar uma decisão. Não se negue a participar do trabalho de criar seu próprio rumo com base em suas melhores crenças.

Desdobramento - Três de Espadas

Chega de ilusões! Pare de se enganar criando subterfúgios, cenários ou desculpas - veja as coisas como realmente são. Mesmo às vezes dolorosa, a desilusão liberta, esvaziando as gavetas e abrindo novas possibilidades com base em algo real. Para tirar o melhor proveito de todas elas, é preciso conhecer as forças e as fraquezas da sua personalidade. Aproveite o momento para tomar posse de si, de seu caminho como pessoa, lembrando que você faz parte de algo muito maior do que esta realidade que nos cerca. Veja, com os olhos da verdade, tanto os outros como si mesmo.

Desdobramento - Quatro de Espadas

Busque um momento de repouso caso esteja se debatendo com algum problema ou ideia. Pare e pense nas coisas como realmente são. Aceite. Isso fará com que suas determinações se tornem mais concretas e suas decisões mais realizáveis em um futuro imediato. Os obstáculos poderão ser encarados de acordo com o tamanho que realmente têm - isso abre espaço para a compaixão, luz interna que o guiará pelo caminho. Descanse: a animosidade somente o impediria de vencer o vazio interno que talvez esteja experimentando. Somente sua força interna o liberta - não gaste energia à toa, olhe para si e siga em frente.

Desdobramento - Cinco de Espadas

Este arcano representa a ação serena frente àquilo que não pode ser mudado e com o que temos que conviver. É a tomada de consciência que neutraliza o binário vontade x carma, fortalecendo a Vontade Evolutiva. Não se trata de desistência, mas sim de aceitar as limitações e atuar apesar delas. Para ir frente, nada que venha de fora será de real ajuda: superação é a palavra de ordem, portanto, somente sua luz interna vai ajudá-lo a passar pelo teste. A ajuda divina neste trabalho não vem automaticamente, mas como resposta aos seus esforços.

Desdobramento - Seis de Espadas

Tenha força para superar o que quer que seja, por mais difícil que pareça, sem deixar que nada abale sua autoconfiança e sua fé em algo maior. Não perca a confiança nas possibilidades de melhoria ou no amparo das forças do alto. Siga em frente, em uma nova viagem de progresso. Somente sua força interna pode ajudá-lo a superar qualquer situação e a perceber uma nova realidade. Mostre sua firmeza diante das provações, harmonizando-se.

Desdobramento - Sete de Espadas

Este arcano indica a unificação dos componentes da personalidade com os da consciência, eliminando a auto-afirmação do "Eu" inferior. É como se o Espírito dominasse a forma, considerando-a cada vez mais ilusória. Chances de conflito entre a personalidade apresentada, inclusive para si mesmo, e a real essência. Quão verdadeiro consigo você tem sido? Tem feito as coisas em nome de quê? Aparências, cumprimento de check lists que mentirosamente medem nosso grau de sucesso? Se não for este o caso, indica a aceitação de si mesmo, abrindo caminhos para realização de seu verdadeiro "Eu".

Desdobramento - Oito de Espadas

Fim dos valores ilusórios. O arcano representa as ilusões do psiquismo e da personalidade das quais devemos nos desamarrar. Torne-se receptivo ao aspecto superior e criativo, permitindo-se transformar progressivamente em uma taça esvaziada, pronta para receber um novo conteúdo espiritual. Aquele que sofre por causa de alguma ofensa ou de algum desprezo dá prova do domínio da personalidade em si. O místico nem os procura, nem foge deles - mas quando os encontra, não se perturba.

Desdobramento - Nove de Espadas

A personalidade é ilusória - perceba a presença divina em si e em tudo que existe. Observe se a manifestação da sua vontade está em harmonia com a Vontade Divina, se não é fruto de uma ideia, de uma crença ou de uma cisma que, em última análise, só traz perturbação, dúvidas e insônia. Aquilo que você quer realmente tem a ver com você mesmo? Se for seu, virá - não se preocupe. Se não for, avalie porque necessita tanto de algo de que realmente não precisa.

Desdobramento - Dez de Espadas

Fim de ciclo, mudança, encerramento. E tudo muda porque você mudou - alguma transformação interna rege agora seu novo caminho, fruto da nova composição da sua personalidade. Tenha paciência, porque você mudou, mas as pessoas ao redor provavelmente não. Caso opte pelo afastamento, saiba dosá-lo, tendo compaixão por aqueles que têm uma visão diferente da sua. Banque seu novo rótulo de "esquisito" e siga em frente - o tempo dirá quem tem razão.

Desdobramento - Valete de Espadas

Valetes: essência do Elemento Terra refletido em cada naipe, representando esforço, trabalho, dedicação, confiabilidade, praticidade.

Elaboração mental do ser humano que se dispõe a agir, reunindo informações necessárias para o planejamento de ações futuras. Trabalho para se tornar mais independente; esforço para se libertar de algo que o prende, como, por exemplo, uma dívida. Acontecimentos em marcha (e próximos) - algo vai terminar logo, colocando tudo em ordem. Mente afiada, curiosidade. Cuidado com expectativas em relação a confrontos e a problemas, uma vez que a mente é uma trabalhadora incansável e incessante.

Desdobramento - Cavaleiro de Espadas

Cavaleiros: essência do Elemento Ar em cada naipe, representando liberdade, movimento, independência, coragem, comunicação e disponibilidade.

Clareza nos projetos, prontidão e solução diante de acontecimentos inesperados e dos imprevistos do destino. Jogo de cintura na busca da liberdade. Representa uma pessoa altamente inteligente e intelectual - cuidado com a rudeza e a agudez de intelecto para não ferir gratuitamente com suas observações, em especial por não tolerar "vítimas" e não ter muita paciência com quem é mais lento.

Desdobramento - Rainha de Espadas

Rainhas: representantes do Elemento Água em cada naipe, demonstrando a força das emoções e dos sentimentos, diversas formas de afeto, amorosidade e expressões do Feminino.

Esta figura indica um tipo de afeto baseado na liberdade, como o de uma águia que induz seus filhotes ao vôo. Seu julgamento é baseado na intuição - proteção dos sentimentos pela percepção íntima de suas possíveis consequências. Representa a aquisição máxima da maturidade intelectual, resultante das adversidades e de sentimentos colhidos ao longo da vida. Aqui, todas as máscaras do ego já caíram por terra, não havendo espaço para nada que não seja absolutamente claro e verdadeiro. Desapego ao status de posições/cargos, mudando de rumo conforme conjunto de crenças e valores. Olhos abertos e atenção à intuição.

Desdobramento - Rei de Espadas

Reis: representantes do Elemento Fogo em cada naipe. Expressam ação, iniciativa e poder de diversa maneiras.

Julgamento equilibrado e profundo. Brilho em todos os domínios. Capacidade de esclarecer e encontrar soluções. Intelecto ainda mais afiado, captando qualquer informação e analisando-a com lógica e clareza. A força analítica da razão pode ser muito valiosa para reconhecermos exemplos doentios de comportamento e curá-los. Se nos encontrarmos em uma situação de dependência ou em envolvimentos aparentemente insolúveis, o corte da razão que reconhece o que nos é prejudicial pode ser doloroso, porém benéfico.

Desdobramento - Ás de Copas

Este arcano representa um estado interno que proporciona uma grande harmonia. Traz uma taça cheia, que transborda paz e luz, ansiando transmiti-las para outras pessoas, outras taças também sedentas. Favorece a troca de experiências que tragam enriquecimento e cura internos, aprendendo e ensinado. Tudo é necessário, tudo tem uma finalidade superior, muito além daquilo que é visível aos olhos, além das aparências. Avaliação real, metafísica, de tudo que acontece ao seu redor, buscando a lição que deve ser aprendida.

Desdobramento - Dois de Copas

Este arcano trata da unicidade e da sabedoria - cada uma das taças, o mestre e o aluno, está harmonizada e inspirada pelo mesmo alvo. Somos mestres e alunos, ensinando aos outros e a nós mesmo a cada dia. Aprenda o máximo que puder com tudo que acontece a sua volta: tarefas de ordem prática, o que há por trás de cada evento, a lição embutida. Troque experiências consigo mesmo! Compartilhe com pessoas de confiança aquilo que você aprendeu - sempre na intenção verdadeira de crescimento.

Desdobramento - Três de Copas

O arcano anterior, Dois de Copas, fala sobre a dualidade aluno-mestre - ambos buscam e trocam conhecimento. O Três de Copas representa a infinitude: o aluno, o mestre e a fonte de luz que neutraliza este binário. Ou seja, é preciso enxergar o universo como uma manifestação única. Fazendo isso, é possível ver a razão e a fraqueza de cada indivíduo, o que elimina o julgamento: cada pessoa tem a mesma origem que você, todos somos iguais. Esta carta festeja esta ideia, pedindo menos julgamento e mais amizade universal. Não se anule, porém, entenda e transcenda.

Desdobramento - Quatro de Copas

As quatro taças representam a influência sobre o ambiente, o impulso de curar e de dar respostas, a responsabilidade pessoal e o intenso amor a todas as coisas. Cada um destes pilares recebe a tonalidade que você dá. O Quatro de Copas é o arcano da humildade e da modéstia - não adianta emburrar se as coisas não acontecem do jeito que você quer. Quando isto acontece, só há dois caminhos: ou você aceita ou você provoca uma mudança. Ficar sentado, chorando e se fazendo de vítima, não resolve.

Desdobramento - Cinco de Copas

Tradicionalmente, esta carta indica uma possível decepção que está minando suas forças, trazendo um certo cansaço e tristeza. A taça central representa a união com o universo, um amor que se expressa pela legalidade e, inclusive, pela severidade. As coisas são como são porque criamos nossa realidade dessa maneira: o único caminho de cura possível é olhar para dentro e buscar em si a verdade que o realinhe ao universo. Volte para o seu caminho original, siga seu espírito. Pergunte-se: eu realmente precisava daquilo que tanto me decepcionou?

Desdobramento - Seis de Copas

Paciência embasada na esperança de atingir o objetivo - este é o Seis de Copas. Confiança interna de que, no fim, tudo vai dar certo, por pior que seja a situação atual. É a elevação do sofrimento, que o diminui e torna mais fácil seu enfrentamento. Tudo é ilusão, tudo é criação da mente, tudo é ponto de vista. Mesmo uma doença física pode ser melhor enfrentada dependendo da atitude frente a ela. Nada é para sempre e a eternidade é muito maior do que qualquer intervalo de tempo que possamos imaginar.

Desdobramento - Sete de Copas

Este arcano está ligado à vitória, à ressurreição - representa a transformação interna do ser humano, causada pela profunda penetração do espírito na matéria e a transubstanciação dessa matéria em espírito. Coisas materiais são muito boas, desde que não dificultem ou atrasem o conhecimento de nós mesmos e do mundo que nos rodeia. Entenda que no fim, a matéria fica. Ela é só um apoio para nosso crescimento frente aos eventos da nossa vida. É um adereço, não é o principal. Vença a matéria.

Desdobramento - Oito de Copas

O Oito de Copas é o símbolo da grande fraternidade das almas que se estabelece após a vitória do espírito sobre a matéria - desaparece o elemento pessoal e surge a união entre os iguais. Em boa parte dos baralhos, mostra as oito taças empilhadas e o indivíduo se afastando delas, representando tudo aquilo que angariou e a busca pela individuação. Respeitando a si mesmo e aos outros, perceba que fazemos parte de um todo e que temos os mesmos direitos e deveres. Nem acima, nem abaixo: na mesma altura.

Desdobramento - Nove de Copas

Fé raciocinada, alegria da sabedoria e da possibilidade de propagar o conhecimento - bom relacionamento com a luz interna, que traz a prosperidade e a bonança. Bons auspícios, fé, alegria. Neste ponto, é possível entender que as formas (rituais, dogmas, lendas) são necessárias para explicar para as pessoas a verdade superior, sendo, porém, apenas instrumentos e não a realidade em si. Faça um bom proveito da matéria e das oportunidades que virão, sem esquecer que tudo é apenas ferramenta para seu crescimento.

Desdobramento - Dez de Copas

Realização da missão do naipe de Copas - tudo vai dar certo. O saudável fluir dos sentimentos e a visão clara de que tudo é Um e que cada coisa que acontece serve para nosso crescimento interior. Sucesso, tranquilidade, abundância. O cultivo de hábitos positivos e a escolha coerente ao Bem maior levarão à felicidade, com o consequente alcance de sua meta espiritual.

Desdobramento - Valete de Copas

Valetes: essência do Elemento Terra refletido em cada naipe, representando esforço, trabalho, dedicação, confiabilidade, praticidade.

Reconforto na esperança, reanimação, libertação da tristeza, esperança de cura. Extinção de dúvidas. Momento de contato profundo com suas emoções - este é o Valete de Copas. Por outro lado, cuidado com a Síndrome de Peter Pan - pode indicar excessiva imaturidade emocional ou afetiva, bem como resistência ou medo de algum tipo de envolvimento. Abatimento, pobreza psíquica, sensação de abandono. Preste atenção aos bons conselhos de outras pessoas e também à sua intuição.

Desdobramento - Cavaleiro de Copas

Cavaleiros: essência do Elemento Ar em cada naipe, representando liberdade, movimento, independência, coragem, comunicação e disponibilidade.

Ideias fecundas, inspiração, intuições espontâneas, dom de pressentir. Ânimo para realização dos ideais. Expressão afetiva sem compromissos: liberdade para fazer o que gosta, com o impulso generoso e de devoção. Porém, em algumas situações, podemos ser levados facilmente pelos sonhos, pelos caprichos e pela ilusão - tome cuidado com promessas encantadoras, porém sem fundamento.

Desdobramento - Rainha de Copas

Rainhas: representantes do Elemento Água em cada naipe, demonstrando a força das emoções e dos sentimentos, diversas formas de afeto, amorosidade e expressões do Feminino.

Momento de se encontrar com o mundo dos sentimentos. Assunto sentimental que se realiza plenamente. Compaixão, empatia, capacidade de perdoar, acolhimento. Sentimento de altruísmo, manifestado através do esforço cotidiano de dedicação e de afeição. Emoções profundas, sensibilidade à flor da pele, alta receptividade: esta abertura emocional o coloca em um estado vulnerável. Não se deixe envolver pelo poder de sedução de algumas pessoas (chantagem emocional). E nem as envolva desta forma.

Desdobramento - Rei de Copas

Reis: representantes do Elemento Fogo em cada naipe. Expressam ação, iniciativa e poder de diversa maneiras.

Abundância e prosperidade. Concretização de sonhos. Sentimentos, carisma e magnetismo. Representa uma pessoa sábia, disponível para ajudar e transmitir o que sabe, sempre aberta a diferentes pontos de vista - sabe discernir com segurança. Quando em desequilíbrio, indica abatimento, dificuldades e demoras - falta de maturidade, intenções menos nobres: pessoa que vive em função dos outros.

Desdobramento - Ás de Paus

O bastão é o símbolo do poder para manter uma determinada ordem ou harmonia. Momento de criatividade. Inclui os dois momentos iniciais do estágio de Paus - a conscientização da força interna para começar sua missão e o poderoso impulso de vontade para se unir à luz. Neste momento, é mais fácil ver com clareza a essência de tudo, a razão de cada forma - você tem o direito de destruir as aparências enganadoras, de ver através. Quanto mais você crescer, mais poderá dar ao mundo.

Desdobramento - Dois de Paus

Arcano da salvação e da sabedoria divina. Neste momento, é preciso saber claramente qual o elemento que precisa ser introduzido na sua vida, inclusive espiritual, e qual deve ser destruído. A intenção principal é eliminar o carma negativo - o seu próprio - e auxiliar para redução deste carma geral da humanidade. Quando você deixa de acreditar em algo, você é menos um, o que auxilia a reduzir a força da crença negativa; é menos um a sintonizá-la. Seja um ponto de luz, para si e para o mundo.

Desdobramento - Três de Paus

Esse arcano tem um leve ar de sacrifício voluntário positivo - propõe limitar seu potencial espiritual e seu poder realizador de modo a adaptá-los à receptividade humana e às condições concretas da época e do meio em que você atua. Ou seja, dar um passo para trás para dar um salto posteriormente. Elabore planos, vislumbre o futuro e o sucesso da sua ideia, mas não se esqueça que, nem sempre, o entorno está preparado para tanta informação. Respire fundo e não desista.

Desdobramento - Quatro de Paus

Sucesso, paz, tranquilidade, alcance de metas. Visão ampliada e ainda mais global - é como se você tivesse saído da Roda de Sansara, porém ainda pré-disposto a permanecer no mundo, influenciando-o com sua presença. Transmissão de ensinamentos, propagação de luz. Ensine e aprenda, ouça com sua intuição o que os outros têm a dizer. Bases sólidas a partir de uma visão coerente com a Realidade e não somente com aquilo que se apresenta.

Desdobramento - Cinco de Paus

Em vários baralhos, este arcano é representado por algumas pessoas que aparentam guerrear com seus bastões - a maioria interpreta esta imagem como possíveis desavenças e brigas, com resultados imprevisíveis. Porém, o Hermetismo Ético o entende como uma carta de equilíbrio e equidade - trata-se da saída da Roda de Sansara, com a consequente concentração e concretização da vontade divina, com um matiz individual e uma determinada direção dados por você. Iguala-se mais a um grupo de crianças construindo algo estruturado com seus bastões.

Desdobramento - Seis de Paus

Arcano do relacionamento entre você e seu ambiente, representando a paz ativa, ou seja, a receptividade à luz superior e a manifestação do não-manifestado no mundo terrestre. Auspício, realização, honrarias. Parece-se com uma homenagem em função de um objetivo alcançado ou prestes a se realizar - automaticamente, reflete o renascimento da relação entre você e seu ambiente, contribuindo para a melhoria das vibrações do mundo. Arcano muito bacana e positivo.

Desdobramento - Sete de Paus

Arcano da Grande Obra, vitória final sobre o mundo do "não-Eu", resultante da sua influência sobre o ambiente e de seu poder de manifestar o não-manifestado. Prontidão para criação e força de defesa de empreendimentos - o que é do homem, o bicho não come. Todas as missões de Paus são matizadas pela individualidade do iniciado, que pode optar tanto pelo isolamento como pela atração de parceiros para difusão de suas crenças.

Desdobramento - Oito de Paus

A chuva de bastões indica a chegada de ajuda, em especial, espiritual - a cavalaria chegou! Suporte, apoio, ajuda, proteção. Arcano da Bem-Aventurança, da comunhão com o Divino. Representa o princípio que supera o tempo, anulando a ação transformadora deste. Quanto maior for seu amor e sua compaixão e quanto mais se esforçar para abreviar e facilitar a outros o caminho da Reintegração, tanto maior será sua bem-aventurança.

Desdobramento - Nove de Paus

Este arcano representa as almas que procuram a Verdade: filósofos, pensadores, cientistas, aqueles que chegam ao pleno conhecimento de si mesmos. Libertação da necessidade de formatar tudo via raciocínio, saber usar a intuição e a visão holística que esta traz. Porém, sabe usar adequadamente as formas para explicar aos outros aquilo que é necessário. Por isso é um arcano de sucesso, de realização - representa plenitude e capacidade de compartilhar.

Desdobramento - Dez de Paus

Em vários baralhos, este arcano é representado por um homem que carrega um fardo de dez bastões, com muito sofrimento. Em geral, indica que você se colocou em uma situação de abuso, de serviçal - sendo sugado por outros. O Hermetismo Ético o relaciona ao Silêncio, à superação da necessidade de qualquer movimento e à unificação com o Logos. Solte o fardo, banque-se, liberte-se da Lei de Ação e Reação e ligue-se ao Universo, através de si mesmo. Reintegre-se, procure outra alternativa, respeite-se.

Desdobramento - Valete de Paus

Valetes: essência do Elemento Terra refletido em cada naipe, representando esforço, trabalho, dedicação, confiabilidade, praticidade.

Indica a necessidade de trabalho com determinação, com o esforço necessário para que sua vontade se realize - oportunidade de ser criativo e original, de dar o sangue e de se arriscar. Fermentação de energias materiais, encaminhamentos, coisas em potencial. Pré-disposição para embarcar em uma nova empreitada (projeto ou relacionamento), sempre seguindo a orientação de seu coração. Planejamento de algo que dará certo.

Desdobramento - Cavaleiro de Paus

Cavaleiros: essência do Elemento Ar em cada naipe, representando liberdade, movimento, independência, coragem, comunicação e disponibilidade.

Busque seu espaço com determinação, com a crença firme naquilo que se quer. Ações e realizações eficazes através de atividade inteligente e intuitiva na matéria - realização harmoniosa, sucesso nos negócios, renovação da vida. Êxito nas iniciativas. Apenas atente para não se levar por impulsos - após conquistar o que quer, cuidado para não largar tudo e sair em busca de novos objetivos apenas em função do gosto pela aventura, sem se ligar a nada.

Desdobramento - Rainha de Paus

Rainhas: representantes do Elemento Água em cada naipe, demonstrando a força das emoções e dos sentimentos, diversas formas de afeto, amorosidade e expressões do Feminino.

Princípio feminino e maternal, fecundidade, proteção - porém de forma intensa e assertiva. Confiança absoluta em empreendimentos, renascimento da confiança. Habilidade de se expressar criativa e passionalmente, porém de forma sólida e confiante. Otimismo, entusiasmo. Uma situação simbolizada por este arcano tem a marca da boa sorte e da autoconfiança, com altas chances de sucesso, de virtude e de idoneidade. Revela um alto potencial para realizar, que geralmente está latente, porém disponível assim que necessário.

Desdobramento - Rei de Paus

Reis: representantes do Elemento Fogo em cada naipe. Expressam ação, iniciativa e poder de diversa maneiras.

Poder da Vontade, da revelação e da ação dinâmica. Sucesso material advindo de um trabalho preciso, equilibrado e executado com firmeza. Certeza de julgamento, clareza, decisão. Bons resultados para empreendimentos. Utilize suas habilidades para dominar a situação pela força da vontade. Momento de definir e dar início à construção de uma nova estrutura - este arcano o convida a fazer exatamente o que ele faria: liderar o caminho, criar uma obra-prima, correr riscos, chamar a atenção. Coragem e siga rumo ao sucesso.